Como o consumo brasileiro mudou para o digital em semanas

Você acredita que a pandemia já chega a quase 2 anos? E o que mudou de lá para cá, não levou esse tempo todo. Foi questão de semanas para nos depararmos com mudanças expressivas, principalmente no comportamento do consumidor.

No Google, essas mudanças foram sentidas rapidamente, com apenas 150 dias de pandemia, a busca do google testemunhou muita gente à procura de notícias e recomendações sobre a pandemia e puderam resolver atividades cotidianas com ajuda de um clique.

Os principais termos de busca com maior volume de busca nesse período foram:

A aceleração digital, como sabemos, é um caminho possível e é uma das formas de amenizar os efeitos da pandemia nas empresas.


Jornadas digitais como adaptação

Empresas foram obrigadas a se adaptarem ao meio digital como forma de conseguirem manter suas vendas, e isso também foi notado na busca do Google.

As jornadas de compra de diferentes setores se digitalizaram em 6 meses, acontecimento que levaria décadas para ocorrer se não fosse a pandemia do coronavírus.

Dessa forma, com o maior número de buscas, ocorreu também o aumento no interesse por produtos e serviços diversos, um dos destaques foram itens para casa, como no gráfico abaixo:

Os brasileiros também tiveram que se adaptar e realizar transações bancárias de forma digital. Com a oferta do auxílio emergencial, a busca no Google para aprender a fazer esse tipo de transação aumentou 74%.

Claro, isso veio acompanhado do aumento no consumo digital, já que muitas lojas tiveram que fechar as portas e ofertar seus produtos e serviços de forma on-line. 

Assim, o e-commerce do Brasil registrou o dobro de faturamento:

As pessoas perceberam que era possível comprar basicamente tudo de forma on-line, comportamento que estava ainda longe do radar dos brasileiros se não fosse a pandemia.

Os principais crescimentos registrados nas buscas do Google foram por:

  • Perfumaria online

  • Lojas de bebê online

  • Renault Delivery

  • Lojas de aviamento online

  • Ovos de Páscoa online

  • Lojas de pijama online

  • Hortifruti delivery

E como as empresas reagiram a isso? E como você pode fazer parte dessa mudança?


Estratégias digitais para reagir à pandemia

De acordo com dados do Similarweb, empresas que reagiram rápido disponibilizando lojas digitais, colheram resultados positivos, havendo aumento no número de visitas em sites de verticais específicas com mais de 100 negócios digitais.

Com lojas fechadas ou com horário de funcionamento reduzido, os negócios online aceleraram praticamente todas as indústrias, apenas o setor de automóveis, aplicativos de mobilidade e viagens não conseguiram manter os gráficos subindo.

Muito além de entender a performance por categoria, é preciso olhar estratégias individuais que sejam capazes de produzir crescimento em lojas online de diferentes segmentos.

Gabriela Arthur, Estrategista do Google e Keiko Mori, líder de produtos do Google separaram 3 exemplos de como o varejo digital reagiu de forma positiva aos desafios desse novo cenário.


1 - Marketplace se intensificaram

Pequenas e médias lojas de roupas, calçados, restaurantes e bebidas passaram a oferecer seus produtos em marketplaces, registrando um aumento de 107 mil novas lojas, de acordo com a Abcomm (Associação Brasileira do Comércio Eletrônico).

Além disso, também existiam grandes plataformas que foram capazes de acolher esses novos varejistas, como o projeto “Parceiro Magalu”, que rapidamente iniciou as atividades de um negócio que estava previsto para sair do papel anos à frente. 

Também tivemos marketplaces como Americanas, Mercado Livre e Dafiti que tiveram grande adesão de novos varejistas.


2 - Varejistas físicos se tornaram digitais

Lojas que apostaram no e-commerce tiveram aumento de tráfego nos canais digitais, como o caso da Riachuelo.

Com  uma operação ágil e baseada em anúncios dinâmicos feitos com features automatizadas, a Riachuelo soube, durante a pandemia, dar visibilidade para peças que estavam tendo alta procura, como roupas confortáveis, pijamas, pantufas e itens de decoração para casa.

Ao colher resultados gerados pela automação em publicidade no Google, a Riachuelo marcou presença durante o reaquecimento das buscas, com aumento de 247% de tráfego do e-commerce e 124% a mais de vendas.

A marca também fez um esforço na implementação de estratégias de Omnichannel, contemplando a retirada presencial dos produtos por meio do click & collect em 100% das lojas e drive-thru em 156 pontos.

A Fast Shop foi outra empresa que soube reduzir perdas diante da crise ao ampliar sua estratégia de marketing no ambiente digital. 

Ela tomou a decisão de acompanhar e acelerar a migração da demanda para o digital e aumentou seus investimentos em formatos de performance (App Download, Google Shopping) e também Google Search (Text Ads). 

Tendo uma parte importante do faturamento do off-line e também uma fundação digital que já estava em construção, a empresa fez um grande trabalho de base — com automação das contas e uso avançado do Google Analytics — como forma de acomodar a alta demanda imprevista surgida em março, no início da pandemia.

O resultado foi um salto de 30% para 90% de vendas nos canais digitais, mais de 500 mil usuários ativos no aplicativo da marca e o aumento de receita foi triplicado.


3 - A corrida pela busca do Google

Como dissemos neste texto, a compra online se intensificou durante a pandemia, isso significa que muita gente fez sua primeira compra online neste período, e o principal caminho utilizado foi a busca do Google, onde o consumidor procura o nome do produto.

Ao detectar essa busca crescente por compras de supermercado online, as empresas de diversos segmentos entraram na corrida para aparecer nas buscas do Google.

E separamos 3 estratégias para vender bens de consumo em canais digitais:

1 - Acelere seus planos para vender no e-commerce bens de consumo, como produtos de higiene ou não perecíveis;
2 - Invista em uma entrega bem feita dentro do prazo, assim o seu negócio irá oferecer mais comodidade e rapidez aos clientes;
3 - Torne tangível entregas maiores, como delivery de supermercado.

Lembrando que, independente do seu nicho de mercado, focar em estratégias digitais é essencial para o seu negócio neste momento. Se há 1 ano isso se tornou tão necessário, agora, temos certeza que é realmente imprescindível. 


Como o Google pode ajudar sua empresa

Além de oferecer estrutura digital para empresas, o Google pode ser parceiro na jornada de transformação digital. Com o YouTube e Search, é possível gerar e capturar demandas.

Mas como? Com a ajuda de anúncios dinâmicos, é mais fácil encontrar clientes que estão no Google pesquisando exatamente aquilo que você oferece.

A automação pode ser uma potente ferramenta para gerar mais alcance para sua campanha e economizar horas de trabalho do seu time. 

Assim que um usuário realiza uma busca (por qualquer termo), a ferramenta do Google, através de inteligência artificial, entra em ação rastreando todas as páginas do website e, caso encontre conteúdo relevante, o título do anúncio de pesquisa é criado pelos nossos algoritmos já inserindo o termo de busca no mesmo. 

Dessa forma, o anúncio se torna mais relevante para o usuário. Tudo isso sem a necessidade de adicionar novas palavras-chave graças ao poder dos Anúncios Dinâmicos de Pesquisa. Com ele, é possível impactar seus usuários no momento certo, com os anúncios e conteúdos certos também. 


Como aumentar o alcance das campanhas de Search do Google


Pesquisas Relevantes

Se uma pesquisa de um usuário for relevante para o conteúdo do seu site, mas você não tiver palavras-chave de correspondência exata que atendam à essa pesquisa, os anúncios dinâmicos rastrearão suas páginas da web e você entrará no leilão.


Esteja presente

Através da automação, qualquer novo termo de busca conectará automaticamente as afinidades com seu portfólio de produtos e serviços.


Anúncios relevantes

Os anúncios dinâmicos geram automaticamente títulos de anúncios personalizados com base no conteúdo do seu site e direciona o visitante para a página de destino mais relevante.

Como guia ou como ferramenta, o Google nos mostra como adaptar nossa rotina online e continuará lançando novos caminhos possíveis na volta gradativa das atividades.

Seja porque parte do consumo continuará no digital, seja porque ele é o canal que nos conecta com as rápidas mudanças do mundo físico.

Você pode aproveitar estratégias digitais para o seu negócio dentro do Google Ads através do Alpes Trends, um serviço para criação de campanhas com foco em geração de leads, liderada por um time de especialistas prontos para criar um planejamento de mídia e estratégias focadas no seu objetivo de negócio, maximizando seus resultados.

Ficou interessado? Acesse nosso site aqui e fale com a gente. 

Referência: 

ARTHUR, Gabriela. MORI, Keiko. Décadas em semanas: a migração do consumo brasileiro para o digital. Setembro de 2020. Disponível em: <https://www-thinkwithgoogle-com.cdn.ampproject.org/c/s/www.thinkwithgoogle.com/intl/pt-br/estrategias-de-marketing/search/decadas-em-semanas-a-migracao-do-consumo-brasileiro-para-o-digital/amp/>. Acesso em: 18/08/2021.

estratégias omnichannel google ads marketing digital campanhas google ads estratégias digitais anúncios do google performance busca do google

25 Aug 2021

Compartilhar:

Anterior

Próxima